Cine Teatro com Marcelo Evelin, do Núcleo do Dirceu (PI), nesta quarta feira, às 20h!

Na programação do “Dança pra Cacilda”, approved de 15 a 26 de agosto, what is ed grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, approved de 15 a 26 de agosto, what is ed grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, viagra sale de 15 a 26 de agosto, visit this grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, approved de 15 a 26 de agosto, what is ed grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, viagra sale de 15 a 26 de agosto, visit this grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, website de 15 a 26 de agosto, doctor grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, prostate a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, approved de 15 a 26 de agosto, what is ed grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, viagra sale de 15 a 26 de agosto, visit this grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Na programação do “Dança pra Cacilda”, website de 15 a 26 de agosto, doctor grupo de Teresina apresenta o resultado de intervenção realizada no Piauí e promove oficina e debates.

Dentro do projeto de ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker, prostate a programação das duas próximas semanas ficará a cargo do Núcleo do Dirceu –uma plataforma de artistas do Piauí que trabalham em projetos colaborativos.

Nos dois próximos finais de semana (dias 17, 18, 19, 24, 25 e 26 de agosto), a plataforma, que reúne aproximadamente 15 colaboradores, leva ao palco do teatro Cacilda Becker uma instalação performática que faz parte do espetáculo 1000 Casas – um projeto de intervenção domiciliar artística que vem sendo construído através de visitas em residências do bairro Dirceu Arcoverde, uma das regiões mais pobres e populosas do Piauí, com cerca de 250 mil habitantes.

O Núcleo já visitou aproximadamente 400 casas e, nos meses a seguir, dará continuidade ao trabalho em mais 300 residências na região localizada no Nordeste do Brasil. Cada um dos artistas leva o material nascido desses
encontros para o galpão sede do Núcleo, instalado no bairro, na periferia de Teresina. A ideia é compartilhar com os outros participantes aquilo que foi vivenciado nesses encontros.

Para a apresentação no “Dança pra Cacilda” o Núcleo do Dirceu preparou o inverso do quem tem sido realizado em Teresina. No palco do Cacilda Becker, será apresentada uma instalação-performática, tendo como cenário materiais,
instalações compostas por caixas, simbolizando essas residências do Dirceu Arcoverde, com o objetivo de compartilhar oque tem sido vivenciado por eles durante a realização do trabalho.
Nas sextas-feiras, dias 17 e 24 de agosto, às 15h, as sessões são educativas e gratuitas. As demais apresentações têm
ingressos a preços populares: R$10 (inteira) e R$5 (meia-entrada).

Na quarta-feira e na quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h,Marcelo Evelin, um dos integrantes do Núcleo do Dirceu e outros membros da plataforma artística ministram uma oficina de processo criativo onde irão partilhar a experiência de criação do projeto 1000 casas para o público interessado em arte. São 30 vagas disponíveis.
Para participar, os interessados devem enviar um breve currículo para Ana Bastos
(formacao.cacilda@panoramafestival.com).

Dentro da programação do “Dança pra Cacilda”, toda quarta-feira, a partir das 20h, a ocupação abre espaço para encontros e conversas sobre os mais variados assuntos.
No dia 15 de agosto, Marcelo Evelin compartilha os vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções
nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas no Piauí.
No dia 22 de agosto, Dani Lima abre uma discussão guiada pela pergunta “um gesto brasileiro?” para debater sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser reconhecido como legitimamente brasileiro.

Sobre os artistas convidados:

O Núcleo do Dirceu atua em diferentes linguagens das artes performáticas, e foi reconhecido duas vezes pela Associação de Críticos de Artes de São Paulo, pela melhor “Política Pública em Dança”, por “Formação, Difusão,
Produção e Criação em Dança”.

O projeto 1000 Casas é apresentado pela Petrobras e pelo Ministério da Cultura, com patrocínio de manutenção do Núcleodo Dirceu, via Lei Rouanet e Governo Federal.
A plataforma artística é formada por Allexandre Santos, Caio César, César Costa, Cipó Alvarenga, Cleyde Silva, Elielson Pacheco, Izabelle Frota, Jacob Alves, Janaína Lobo, Jell Carone, Julia Bardsley, Layane Holanda, Marcelo
Evelin, Regina Veloso, Soraya Portela, Yang Dallas.

 

PROGRAMAÇÃO
De 15 a 26 de agosto

ESPETÁCULO
1000 Casas
Sexta-feira, 17 de agosto, às 20h; Sábado 18 de agosto, às 20h; Domingo, 19
de agosto, às 19h.
Sexta-feira, 24 de agosto, às 20h; Sábado 25 de agosto, às 20h; Domingo, 26
de agosto, às 19h.
Duração: 80min.
Classificação etária: 18 anos.
Ingressos a R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)

SESSÃO EDUCATIVA
1000 Casas
Sextas-feiras, 17 e 24 de agosto, às 15h.
Entrada franca.

OFICINA
Oficina de processo criativo, com Núcleo do Dirceu.
Quarta e quinta-feira, 22 e 23 de agosto, das 10h30 às 13h.
Voltado para pessoas com alguma experiência em artes.
Número de vagas: 30 pessoas.

Para participar, é preciso enviar uma carta de intenção para Ana Bastos
formacao.cacilda@panoramafestival.com

Entrada franca.

CONVERSAS PÚBLICAS
Cine Teatro, com Marcelo Evelin
Quarta-feira, dia 15 de agosto, às 20h

Um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, o artista irá compartilhar os
vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que
integraram a projeto original do 1000 casas.
Entrada franca.

Corpo.Doc, com Dani Lima e um convidado especial
Quarta-feira, dia 22 de agosto, às 20h
Uma discussão sobre a existência efetiva de um gesto que possa ser
reconhecido como legitimamente brasileiro.
Entrada franca.

DANÇA PARA CACILDA

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker
Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares – Verifique a classificação indicativa
Direção artística: Nayse Lopez
Direção executiva: Eduardo Bonito
Direção de produção: Carla Lobo
Produção: Ton Dutra
Educativo/Formação de Público: Ana Bastos
Comunicação: Bia Paes

Site: http://cacilda.panoramafestival.com
Nesta quarta feira à noite, ampoule um dos idealizadores do Núcleo do Dirceu, viagra 100mg Marcelo Evelin  irá compartilhar alguns dos vídeos (curtas-metragens) produzidos durante as intervenções nas casas que integraram a projeto original do 1000 casas.

1000 Casas é um projeto de arte  e intervenção  domiciliar -­? aberto e em construção -­?embrenhado em um bairro periférico de uma  cidade   periférica  do   Nordeste  do   Brasil.  Trata?se de uma sequência de  ações  performáticas que  acontecem ­? de   visita  ou “assalto” ? em mil casas da região do Grande Dirceu, doctor  em Teresina, durante os anos de 2011 e 2012. O  projeto está focado na “performatividade” do encontro e no  diálogo com  o outro,  assim  como  na  criação  de  um  ambiente – simultaneamente  fictício  e  real – que   possibilite uma troca de subjetividade entre artista e morador, determinando assim a ação performática.

Uma das intenções é abordar o lugar privado com um ato público.Nas ações desenvolvidas, o privado torna-se público e vice-versa, numa inversão que confunde também a noção de artista, espectador,e os sentidos do que seja arte e cotidiano. A esfera pública se estabelece  de  forma política pelo compartilhamento do comum.

Esse encontros geraram documentações em fotos e vídeos e, durante a noite do dia 15 de agosto, Marcelo Evelin irá compartilhar alguns deste materiais com a gente!

Segue abaixo uma amostra do que teremos durante o Cine Teatro desta quarta feira:

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

Este é o vídeo da ação Catatônica, realizada por Marcelo Evelin e Elielson Pacheco do Projeto 1000 casas.

A “documentalidade” é de Jell Carone.

Shana é uma mulher, nascida como Wilson de Sousa em 1959, orfã desde os 9 anos e surda aos 14 por causa de meningite. É atriz desde os 20 anos, fazendo, sobretudo, monólogos que escreve e interpreta.

Atualmente ela está construindo um teatro em sua própria casa, com capacidade de 100 pessoas, no bairro do Grande Dirceu, Teresina, Piauí.

Este é apenas um breve exemplo das experiências que Marcelo Evelin mostrará na quarta feira. Além de exibição dos filmes, ele também falará sobre o processo criativo do projeto e, por fim, do espetáculo que será exibido nos próximos dois finais de semana!

As visitas das 400 casas já abordadas estão acessíveis no site do projeto:

http://1000casas.nucleododirceu.com.br/o-que-e-o-1000casas/

SERVIÇO:

Ocupação artística do Teatro Funarte Cacilda Becker

Endereço: Rua do Catete, 338 – Catete. Tel.: (21) 2265 9933
Capacidade do teatro: 150 lugares

Entrada Franca!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *