Neto Machado abre as 3 semanas de ocupação do Grupo Dimenti !!!

04 a 22 de Julho

DIMENTI- Projeto COMBO

COMBO apresentará 05 obras coreográficas, treat concebidas por 04 criadores. Com formatos diversos, visit web mas artisticamente articulados entre si, os trabalhos que compõem o COMBO são quatro solos coreográficos (Edital, Single, Kodak e Um Corpo que Causa) e uma peça de grupo (Souvenir) que firmam a parceria entre os artistas Jorge Alencar, Leo França, Fábio Osório Monteiro e Neto Machado.

Trazer a público as aproximações e especificidades destas obras deflagra modos de pensar na relação colaboração/autonomia/amizade.

06 a 8 de julho

Neto Machado

Neto Machado é coreografo e também atua nas áreas de teatro e artes visuais. Integrante do Couve-Flor Minicomunidade Artística Mundial. Seus trabalhos já circularam pelos principais festivais do país e já foram premiados por importantes programas de dança, artes visuais e teatro.

KODAK
50min. Livre

Sexta, 06 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita; `s 20h, R$ 10 e 5 (meia).
Sábado, 07 de julho às 17h.
Domingo, 08 de julho às 17h, R$ 10 e 5 (meia).

Neste trabalho tudo se ergue e se desmancha com a mesma facilidade. Kodak é uma dança em frames, um toyart coreográfico, uma peça analógica sobre uma era digital. Está em jogo outra percepção do movimento e do que ele pode gerar.

Concepção, direção e Perfomance: Neto Machado
Ilumicação: Fabia Regina
Som: Rodrigo Lemos
Produção: Candida Monte e Wellington Guitti
Programação Visual: Gustavo Bittencourt
Colaboradores: Candida Monte, Fabia Regina e Jorge Alencar
Agradecimentos: Adriana Nunes Ferreira, Confraria Espaço Cultural, Eduardo Simões, Dimenti Produções Culturais, Elisabete Finger, Ellen Mello, Escola Contemporanea de Ballet, ICBA, Jorge Alencar, Juliano Monteiro, Léo França e Rubia Romani
Principais pontos de Partida Criativos: Stuart Blackton, Ettiene-Jules Marey, Quentin Tarantino,  Eadweard Muybridge, séries tokustsu, Imagem-movimento e Imagem –tempo de Gilles Deleuze, mangás e Evan Calder Williams.
Realização: Couve Flor Minicomunidade Artística.

13 de julho

Jorge Alencar

Jorge Alencar é criador em dança, teatro e audiovisual. Fundador e diretor artístico do Dimenti desde 1998, é também mestre em artes cênicas pelo PPGAC-UFBA e comunicólogo pela UCSAL.

Um corpo que causa
 30 minutos. LIVRE

Sexta, 13 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita. Às 20h R$ 10 e 5 (meia).

Um ato coreomusical que embaralha diferentes referências musicais e corporais para criar dimensões possíveis de corpo, subjetividade, prazeres e afetos. O trabalho propõe estratégias de produção de sexualidades como espaços de delírio.

Concepção, criação e causação: Jorge Alencar
Colaboração artística: Neto Machado, Ellen Mello, Leo França, João Miguel, Isabel Ferreira
Assistente de palco de luxo: Leo França
Look e make up: Neto Machado e Bruna Valente
Vídeo Registro: René Guerra
Dublê para escadarias perigosas: Fábio Osório Monteiro
Produção: Ellen Mello
14 e 15 de julho

Leo França

Performer, Coreógrafo e criador audiovisual. Suas duas últimas obras coreográficas, Brecha E Single, estabelecem diálogos com vídeo e já foram apresentadas em diversos festivais nacionais e internacionais de dança.

 Single
Duração Indeterminada.  12 anos

Sábado, 14 de julho às 20h.
Domingo, 15 de julho às 19h, R$ 10 e 5 (meia).

Single faz parte de uma série de performances criadas com os muros e ferros de proteção comuns nos domicílios de Salvador, BA. Nessa dança-design performativa objetos sólidos e violentos ganham fluidez e movimentação como numa maré, desorientando suas referências.

Concepção, criação, performance, objetos coreográficos, vídeos e trilha sonora: Leo França
Parceria de criação: Ellen Mello
Iluminação: Márcio Nonato

20 a 22 de julho

Fábio Osório Monteiro

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal da Bahia e atua como produtor assistente do Dimenti. Atualmente é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA

Edital
40 minutos. 12 anos

Sexta, 20 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita, Às 20h, R$ 10 e 5 (meia).
Sábado, 21 de julho às 20h.
Domingo, 22 de julho às 19h, R$ 10 e 5 (meia).

Primeiro trabalho autoral de Fábio Osório Monteiro. Entre projetos arquivados, suplentes na espera e um proponente contemplado, são detonados questionamentos sobre o atual panorama da arte contemporânea.

Projeto Autoral: Fábio Osório Monteiro
Direção: Fábio Osório Monteiro, Leo França e Neto Machado
Colaboração: Gabriel Pedreira

21 e 22 de julho

Souvenir (feito em colaboração por Fabio Osório, Leo França, Neto Machado, Jorge Alencar e a produtora e co-criadora Ellen Mello).

 50 minutos. LIVRE

Sábado, 21 de julho às 17h.
Domingo, 22 de julho às 17h, R$ 10 e 5 (meia).
Entrada Franca

Souvenir é uma experiência interessada em mesclar diferentes memórias e temporalidades dos artistas e do público. Em Souvenir, a volta à infância é um jeito de tratar o tempo, de modo contínuo e descontínuo. Provocam Experiências carregadas de afeto.

Direção e Concepção: Jorge Alencar
Criação e Performance: Fábio Osório Monteiro, Leo França, Neto Machado
Assistente de Direção e Direção de Produção: Ellen Mello
Colaboração Visual: Giorgia Conceição
Colaboração Musical: Pedro Amorim
Realização: Dimenti Produções Culturais

 

OFICINAS:

Neto Machado

Stop&Motion

04, 05,11, 12, 18 e 19 de julho
14h às 17h

A proposta é trabalhar a partir de exercícios criativos em grupo pensando no corpo e na cena, possibilidades de fazer analogicamente o que pertence ao conjunto do que chamamos de digital. Será utilizada a técnica de animação stop motion como referência principal, e também recursos como efeitos especiais, controles de vídeo, ferramentas de edição e filtros de imagem. Estão presentes nesse mundo criativo: os changemens, os mangás, o hihphop, bugigangas de todo tipo, Cazwell, Daft Punk e super-heróis.

Está prevista uma apresentação pública com o resultado do processo desenvolvido durante esse período- Dia 20 de julho, sexta feira, às 15h.
Público-alvo: crianças entre 08 e 13 anos.
Capacidade máxima: 12 crianças

 

Conversas Públicas:

Dia 04 de julho- Cine Teatro
Electroma – Daft Punk

Este foi um filme produzido pela dupla de DJs Daft Punk, um longa de 60min sem fala que narra visualmente a história de um suposto mundo de “seres Daft Punk”, que vivem com capacetes e sem pele aparente. A dupla tenta montar um rosto humano em cima de seu capacete, que derrete ao Sol levando os dois ao suicídio final. As referencias do vídeo clipe, o universo masculino e dos heróis, a presença da visualidade pop japonesa, estão todos no filme. A partir disto, podemos gerar discussão em cima do universo de referências de Kodak e suas possiveis reverberações.

 
04 a 22 de Julho

DIMENTI- Projeto COMBO

COMBO apresentará 05 obras coreográficas, treat concebidas por 04 criadores. Com formatos diversos, visit web mas artisticamente articulados entre si, os trabalhos que compõem o COMBO são quatro solos coreográficos (Edital, Single, Kodak e Um Corpo que Causa) e uma peça de grupo (Souvenir) que firmam a parceria entre os artistas Jorge Alencar, Leo França, Fábio Osório Monteiro e Neto Machado.

Trazer a público as aproximações e especificidades destas obras deflagra modos de pensar na relação colaboração/autonomia/amizade.

06 a 8 de julho

Neto Machado

Neto Machado é coreografo e também atua nas áreas de teatro e artes visuais. Integrante do Couve-Flor Minicomunidade Artística Mundial. Seus trabalhos já circularam pelos principais festivais do país e já foram premiados por importantes programas de dança, artes visuais e teatro.

KODAK
50min. Livre

Sexta, 06 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita; `s 20h, R$ 10 e 5 (meia).
Sábado, 07 de julho às 17h.
Domingo, 08 de julho às 17h, R$ 10 e 5 (meia).

Neste trabalho tudo se ergue e se desmancha com a mesma facilidade. Kodak é uma dança em frames, um toyart coreográfico, uma peça analógica sobre uma era digital. Está em jogo outra percepção do movimento e do que ele pode gerar.

Concepção, direção e Perfomance: Neto Machado
Ilumicação: Fabia Regina
Som: Rodrigo Lemos
Produção: Candida Monte e Wellington Guitti
Programação Visual: Gustavo Bittencourt
Colaboradores: Candida Monte, Fabia Regina e Jorge Alencar
Agradecimentos: Adriana Nunes Ferreira, Confraria Espaço Cultural, Eduardo Simões, Dimenti Produções Culturais, Elisabete Finger, Ellen Mello, Escola Contemporanea de Ballet, ICBA, Jorge Alencar, Juliano Monteiro, Léo França e Rubia Romani
Principais pontos de Partida Criativos: Stuart Blackton, Ettiene-Jules Marey, Quentin Tarantino,  Eadweard Muybridge, séries tokustsu, Imagem-movimento e Imagem –tempo de Gilles Deleuze, mangás e Evan Calder Williams.
Realização: Couve Flor Minicomunidade Artística.

13 de julho

Jorge Alencar

Jorge Alencar é criador em dança, teatro e audiovisual. Fundador e diretor artístico do Dimenti desde 1998, é também mestre em artes cênicas pelo PPGAC-UFBA e comunicólogo pela UCSAL.

Um corpo que causa
 30 minutos. LIVRE

Sexta, 13 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita. Às 20h R$ 10 e 5 (meia).

Um ato coreomusical que embaralha diferentes referências musicais e corporais para criar dimensões possíveis de corpo, subjetividade, prazeres e afetos. O trabalho propõe estratégias de produção de sexualidades como espaços de delírio.

Concepção, criação e causação: Jorge Alencar
Colaboração artística: Neto Machado, Ellen Mello, Leo França, João Miguel, Isabel Ferreira
Assistente de palco de luxo: Leo França
Look e make up: Neto Machado e Bruna Valente
Vídeo Registro: René Guerra
Dublê para escadarias perigosas: Fábio Osório Monteiro
Produção: Ellen Mello
14 e 15 de julho

Leo França

Performer, Coreógrafo e criador audiovisual. Suas duas últimas obras coreográficas, Brecha E Single, estabelecem diálogos com vídeo e já foram apresentadas em diversos festivais nacionais e internacionais de dança.

 Single
Duração Indeterminada.  12 anos

Sábado, 14 de julho às 20h.
Domingo, 15 de julho às 19h, R$ 10 e 5 (meia).

Single faz parte de uma série de performances criadas com os muros e ferros de proteção comuns nos domicílios de Salvador, BA. Nessa dança-design performativa objetos sólidos e violentos ganham fluidez e movimentação como numa maré, desorientando suas referências.

Concepção, criação, performance, objetos coreográficos, vídeos e trilha sonora: Leo França
Parceria de criação: Ellen Mello
Iluminação: Márcio Nonato

20 a 22 de julho

Fábio Osório Monteiro

Graduado em Administração de Empresas pela Universidade Federal da Bahia e atua como produtor assistente do Dimenti. Atualmente é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Dança da UFBA

Edital
40 minutos. 12 anos

Sexta, 20 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita, Às 20h, R$ 10 e 5 (meia).
Sábado, 21 de julho às 20h.
Domingo, 22 de julho às 19h, R$ 10 e 5 (meia).

Primeiro trabalho autoral de Fábio Osório Monteiro. Entre projetos arquivados, suplentes na espera e um proponente contemplado, são detonados questionamentos sobre o atual panorama da arte contemporânea.

Projeto Autoral: Fábio Osório Monteiro
Direção: Fábio Osório Monteiro, Leo França e Neto Machado
Colaboração: Gabriel Pedreira

21 e 22 de julho

Souvenir (feito em colaboração por Fabio Osório, Leo França, Neto Machado, Jorge Alencar e a produtora e co-criadora Ellen Mello).

 50 minutos. LIVRE

Sábado, 21 de julho às 17h.
Domingo, 22 de julho às 17h, R$ 10 e 5 (meia).
Entrada Franca

Souvenir é uma experiência interessada em mesclar diferentes memórias e temporalidades dos artistas e do público. Em Souvenir, a volta à infância é um jeito de tratar o tempo, de modo contínuo e descontínuo. Provocam Experiências carregadas de afeto.

Direção e Concepção: Jorge Alencar
Criação e Performance: Fábio Osório Monteiro, Leo França, Neto Machado
Assistente de Direção e Direção de Produção: Ellen Mello
Colaboração Visual: Giorgia Conceição
Colaboração Musical: Pedro Amorim
Realização: Dimenti Produções Culturais

 

OFICINAS:

Neto Machado

Stop&Motion

04, 05,11, 12, 18 e 19 de julho
14h às 17h

A proposta é trabalhar a partir de exercícios criativos em grupo pensando no corpo e na cena, possibilidades de fazer analogicamente o que pertence ao conjunto do que chamamos de digital. Será utilizada a técnica de animação stop motion como referência principal, e também recursos como efeitos especiais, controles de vídeo, ferramentas de edição e filtros de imagem. Estão presentes nesse mundo criativo: os changemens, os mangás, o hihphop, bugigangas de todo tipo, Cazwell, Daft Punk e super-heróis.

Está prevista uma apresentação pública com o resultado do processo desenvolvido durante esse período- Dia 20 de julho, sexta feira, às 15h.
Público-alvo: crianças entre 08 e 13 anos.
Capacidade máxima: 12 crianças

 

Conversas Públicas:

Dia 04 de julho- Cine Teatro
Electroma – Daft Punk

Este foi um filme produzido pela dupla de DJs Daft Punk, um longa de 60min sem fala que narra visualmente a história de um suposto mundo de “seres Daft Punk”, que vivem com capacetes e sem pele aparente. A dupla tenta montar um rosto humano em cima de seu capacete, que derrete ao Sol levando os dois ao suicídio final. As referencias do vídeo clipe, o universo masculino e dos heróis, a presença da visualidade pop japonesa, estão todos no filme. A partir disto, podemos gerar discussão em cima do universo de referências de Kodak e suas possiveis reverberações.

 
Neto Machado chega nesta semana e traz muita novidade com ele!

Membro do Grupo Dimenti, buy que ocupará o Dança Pra Cacilda entre os dias 04 e 22 de julho, Neto Machado é coreografo e também atua nas áreas de teatro e artes visuais.Integrante do Couve-Flor Minicomunidade Artística Mundial. Seus trabalhos já circularam pelos principais festivais do país e já foram premiados por importantes programas de dança, artes visuais e teatro.

Vejam o que vai rolar durante a semana que ele vai estar por aqui:

06 a 8 de julho

Neto Machado

Kodak

50min. Livre

Sexta, 06 de julho, às 15h- Sessão educativa gratuita.às 20h, R$ 10 e 5 (meia)
Sábado, 07 de julho às 17h.
Domingo, 08 de julho às 17h, R$ 10 e 5 (meia).

Neste trabalho tudo se ergue e se desmancha com a mesma facilidade. Kodak é uma dança em frames, um toyart coreográfico, uma peça analógica sobre uma era digital. Está em jogo outra percepção do movimento e do que ele pode gerar.

Concepção, direção e Perfomance: Neto Machado
Ilumicação: Fabia Regina
Som: Rodrigo Lemos
Produção: Candida Monte e Wellington Guitti
Programação Visual: Gustavo Bittencourt
Colaboradores: Candida Monte, Fabia Regina e Jorge Alencar
Agradecimentos: Adriana Nunes Ferreira, Confraria Espaço Cultural, Eduardo Simões, Dimenti Produções Culturais, Elisabete Finger, Ellen Mello, Escola Contemporanea de Ballet, ICBA, Jorge Alencar, Juliano Monteiro, Léo França e Rubia Romani
Principais pontos de Partida Criativos: Stuart Blackton, Ettiene-Jules Marey, Quentin Tarantino,  Eadweard Muybridge, séries tokustsu, Imagem-movimento e Imagem –tempo de Gilles Deleuze, mangás e Evan Calder Williams.
Realização: Couve Flor Minicomunidade Artística.

Segue uma amostra pra deixar um gostinho e estimular vocês a virem!!!

The video cannot be shown at the moment. Please try again later.

 

OFICINA GRATUITA

Stop&Motion

05,11, 12, 18 e 19 de julho
14h às 17h

A proposta é trabalhar a partir de exercícios criativos em grupo pensando no corpo e na cena, possibilidades de fazer analogicamente o que pertence ao conjunto do que chamamos de digital. Será utilizada a técnica de animação stop motion como referência principal, e também recursos como efeitos especiais, controles de vídeo, ferramentas de edição e filtros de imagem. Estão presentes nesse mundo criativo: os changemens, os mangás, o hihphop, bugigangas de todo tipo, Cazwell, Daft Punk e super-heróis.

Está prevista uma apresentação pública com o resultado do processo desenvolvido durante esse período- Dia 20 de julho, sexta feira, às 15h.
Público-alvo: crianças entre 08 e 13 anos.
Capacidade máxima: 12 crianças

 

Conversas Públicas

Dia 04 de julho, às 20h- Cine Teatro

Electroma – Daft Punk

Entrada Franca

Este foi um filme produzido pela dupla de DJs Daft Punk, um longa de 60min sem fala que narra visualmente a história de um suposto mundo de “seres Daft Punk”, que vivem com capacetes e sem pele aparente. A dupla tenta montar um rosto humano em cima de seu capacete, que derrete ao Sol levando os dois ao suicídio final. As referencias do vídeo clipe, o universo masculino e dos heróis, a presença da visualidade pop japonesa, estão todos no filme. A partir disto, podemos gerar discussão em cima do universo de referências de Kodak e suas possíveis reverberações.

* Todas as atividades serão no Teatro Cacilda Becker, Rua do Catete 338. ( ao final da galeria, bem próximo ao metrô do Largo do Machado).

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *